sábado, 8 de setembro de 2012

Curiosidades sobre as ruas de São Luís. Homenagem aos 400 anos.

Compartilha
Rua Portugal ou Rua do Trapiche? Quem mora em São Luís já percebeu que muitas ruas de nossa cidade possuem nomes curiosos ou até mesmo dois nomes. Aproveitamos esse fato e as comemorações dos 400 anos da fundação de São Luís para presentear nossos leitores com passeio por alguns logradouros da Cidade dos Azulejos e suas curiosidades.
Avenida dos Franceses – inicia-se na Avenida Getúlio Vargas, no Apeadouro, e vai até a Avenida Guajajaras, no Tirirical. É uma clara homenagem aos franceses e aos fundadores da cidade, que em 8 de setembro de 1612 deram início à construção do Forte São Luís, nome que se estenderia à cidade.
Rua do Norte (Rua F. Marques Rodrigues) – Paralela à Rua do Passeio, começa na Rua Grande (Oswaldo Cruz) e termina no largo do Cemitério (praça da Saudade). Foi chamada de rua da Morte até 1901, por dar acesso ao cemitério. O povo resolveu trocar o M pelo N, denominando-a de rua do Norte, que prevalece até hoje. Já foi chamada também de Rua da Imprensa, por causa da primeira tipografia do Maranhão, funcionando hoje a Santa Casa de Misericórdia.
Beco de Catarina Mina (Rua Djalma Dutra) – começa na avenida Pedro II (largo do Palácio) e termina na travessa da alfândega, nos muros da Câmara Municipal. Catarina Mina - Catarina Rosa Pereira de Jesus - era uma bela e elegante escrava que a custa de muito trabalho, das graças que oferecia aos afortunados comerciantes portugueses da Praia Grande, alcançou fortuna com a qual comprou sua alforria e a alforria de amigos. Quando liberta, tornou-se grande senhora de escravos.

Beco Catarina Mina São Luís

Caminho da Boiada (Rua Manuel Jansen Ferreira) – Começa na Rua do Passeio (Rodrigues Fernandes) e termina na avenida Kennedy. Passava por essa rua o gado a ser abatido no Matadouro que existia na Quinta do Gavião, ou seja, onde depois foi instalado o cemitério do mesmo nome. Foi melhorada na administração de Tancredo Matos e recebeu o nome de Manuel Jansen Ferreira em 1928. Manuel Jansen Ferreira foi professor da Faculdade de Direito do Maranhão e pertenceu à Associação Comercial.
Rua do Trapiche (Rua Portugal) – Começa na Rua da Estrela (Cândido Mendes) e vai até próximo ao Viaduto do Palácio. Nessa rua concentrava-se o forte comércio do Maranhão. Trapiche é um grande armazém, próximo de um cais, onde se depositam e guardam mercadorias importadas ou que devem ser exportadas. No seu auge, abrigava empresas renomadas como Cunha Santos e Cia, London Bank, Wellstood & Bingliam, Banco do Brasil, José Pedro dos Santos & Irmão, Wilson & Cia etc.
No século XX, no prédio de quatro andares de Martins Irmão e Cia (nº 199), instalou-se o primeiro elevador de São Luís.
Em 1906 a câmara mudou o nome da Rua do Trapiche para Rua Portugal, em comemoração a corveta “A Pátria da Real Marinha Portuguesa” e aos comerciantes portugueses ali estabelecidos. Tempos depois, voltou a chamar-se Rua do Trapiche.
Beco da Bosta (Travessa Vinte e Oito de Setembro) – parte da Rua de Santo Antônio e atinge a Rua Parque de Novembro, no centro. É um beco estreito por onde transitavam os escravos carregando os tonéis de excrementos das famílias para jogá-los na maré. Antigamente, havia ainda algumas habitações de negros, que serviam de “ponto de encontro” dos negros.

Beco da Bosta - São Luís

Praça Maria Aragão – Fica na Avenida Beira Mar, limitada pela Rua da Tapada (Coelho Neto) e da Independência (Barão de Itapary). Maria José Aragão nasceu em Engenho Central (atual Pindaré Mirim). Formou-se pela Faculdade do Rio de Janeiro em 1935. Ela era muito estimada pela população, exerceu a Medicina com grande dedicação e estava sempre pronta a socorrer e ajudar os menos favorecidos.
Canto da Viração  – A lei nº 1.385 de 3 de outubro de 1963 denominou o cruzamento da Rua do Passeio com a rua Grande de Canto da Viração. Seu nome faz referência ao sentido que tinha antigamente o trânsito de automóveis e bondes, que viravam para Praça dos Remédios (Praça Gonçalves Dias).
Rua do Passeio (Rua de São João de Deus) – é praticamente a continuação da Rua Rio Branco (Rua dos Remédios). Começa na Praça Deodoro e acaba na Praça da Saudade. O termo passeio faz referência ao último “passeio” que cada um faz na caminhada para o cemitério.
Rua do Giz (Rua Vinte e Oito de Julho) – deve o nome à íngreme e escorregadia ladeira de argila, que dificultava o trânsito das pessoas. Depois de muitos “deslizes” por parte dos transeuntes, recebeu a escadaria que vemos hoje.

Rua do Giz - São Luís

Beco do Quebra Bunda (Rua João Vital) – vai do largo do Carmo até a rua da Estrela (Cândido Mendes). Recebeu esse curioso nome devido ao seu perigoso trajeto. Também conhecido por Beco da Pacotilha, pois o prédio de azulejos verdes foi sede do famoso jornal do século XIX.
Rua do Sol (Rua Nina Rodrigues) – no nº 95 ficava o consultório do Dr. Nina Rodrigues, formado na Bahia. Ao publicar o estudo sobre o valor alimentício da farinha de mandioca, ganhou o apelido de “Dr. Farinha Seca”. Desgostoso, retorna à Bahia e torna-se respeitado nos centros cultos da Europa por seus trabalhos de Medicina Legal e sobre a raça negra.
Rua dos Afogados (Rua José Bonifácio) – começa na Rua do Egito (Tarquínio Lopes) e vai até a Rua do Veado (Celso Magalhães). Segundo a tradição, o divertimento dos moços peraltas de antigamente era afogar os muitos macacos, que habitavam essa região, nas águas do rio.
Rua Grande (Rua Oswaldo Cruz) – A rua mais movimentada da cidade, centro de compras a céu aberto. Começa no largo do Carmo (Praça João Lisboa) e termina sabe Deus onde! Pois se confunde com a Avenida Getúlio Vargas. Curiosidade: onde hoje é o edifício Caiçara (nº 490), existiu a igreja de Nossa Senhora da Conceição.  
Oswaldo Gonçalves Cruz, paulista, Médico pela Faculdade do Rio de Janeiro, foi o responsável pela erradicação da febre amarela no Rio de Janeiro, além de realizar importantes estudos sobre saúde pública.
Para saber mais sobre esses e outros logradouros leia “Caminhos de São Luís – Ruas, logradouros e prédios históricos”, de Carlos de Lima (Ed. Vozes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário